Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Brasil possui o quinto Big Mac mais caro do mundo. Confira o ranking

Preço do lanche no Brasil é US$ 5,86. Índice Big Mac mostra a diferença no poder de compra e variação da taxa de câmbio entre países

O Brasil possui o quinto Big Mac mais caro do mundo, mostrou nesta quinta-feira o Índice Big Mac calculado em julho pela revista The Economist. O indicador foi criado pela publicação britânica em 1986 e mostra a diferença no poder de compra e na variação da taxa de câmbio entre países, com base na teoria da Paridade do Poder de Compra. Segundo ela, as taxas de câmbio devem se ajustar para equiparar o preço de um determinado produto, no caso o Big Mac, ao redor do mundo. A moeda adotada como referência é o dólar norte-americano.

Leia também:

Conheça os dez endereços mais caros para se viver na Europa

As 10 cidades mais caras do mundo para se visitar

O Big Mac no Brasil custa 5,86 dólares (13 reais). O mesmo lanche nos Estados Unidos sai por 4,80 dólares, o que significa que o Índice Big Mac brasileiro acumulou alta de 22,1% em julho. Em janeiro, o preço do Big Mac no Brasil era 5,25 dólares (12,40 reais). Em julho do ano passado, o valor do lanche era 5,28 dólares (12 reais). De acordo com o levantamento, a Noruega possui o Big Mac mais caro do mundo (7,76 dólares). A Ucrânia, por outro lado, possui o lanche mais barato (1,63 dólares), a frente da Índia (1,95 dólares), África do Sul (2,33 dólares), Egito (2,37 dólares) e Malásia (2,41 dólares).

Confira o ranking: