Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Brasil cria 111.746 empregos formais em março-Caged

Por Da Redação 16 abr 2012, 13h17

BRASÍLIA, 16 Abr (Reuters) – A economia brasileira criou 111.746 postos de trabalho com carteira assinada em março, informou nesta segunda-feira o Ministério do Trabalho e Emprego nesta segunda-feira. Um ano antes, haviam sido criados 92.675 novos empregos, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

O resultado de março ficou, no entanto, abaixo da criação de 150.600 postos de trabalho verificada em fevereiro, mostrando uma desaceleração na oferta de vagas neste ano.

O desempenho do mês foi pressionado para baixo pela indústria da transformação, que apresentou perda líquida de 5.048 empregos. O fechamento de vagas no setor decorreu de demissões expressivas nas indústrias alimentícias e no setor sucroalcooleiro, segundo o Ministério.

De acordo com o Caged, os setores que apresentaram os maiores números líquidos de oferta de vaga foram Serviços, com 83.182 admissões; Construção civil, com 35.935 admissões; e Comércio, com 6.412 admissões.

No acumulado do ano, a oferta de trabalho com carteira assinada totaliza 443 mil vagas, já descontados os desligamentos. Esse número foi menor que a contratação líquida de 642 mil trabalhadores em igual período do ano passado.

A manutenção de um mercado de trabalho aquecido contribui para impulsionar a demanda interna. O governo tem afirmado que o consumo interno deve ajudar o Brasil a enfrentar o cenário de crise internacional e sustentar o crescimento econômico neste ano. A meta do governo é obter uma expansão de pelo menos 4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012.

(Reportagem de Luciana Otoni e Patrícia Duarte)

Continua após a publicidade

Publicidade