Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Brasil abre 34.313 vagas com carteira assinada em janeiro

O resultado do mês foi puxado pelo setor de serviços, que gerou 43.449 postos, segundo Ministério da Economia

Por Da redação Atualizado em 28 fev 2019, 15h08 - Publicado em 28 fev 2019, 15h07

O mercado de trabalho brasileiro gerou 34.313 vagas com carteira assinada em janeiro. segundo números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira, 28, pelo Ministério da Economia

O resultado positivo decorreu de 1.325.183 admissões e 1.290.870 desligamentos e segue a tendência de 2018. Apesar disso, o número é menor que janeiro do ano passado, quando houve 77.822 contratações com carteira assinada. 

No período, cinco dos oito setores da economia contrataram mais que demitiram. Quem mais empregou foi o setor de serviços, com saldo de 43.449 postos de trabalho entre admissões e demissões.  Indústria de transformação teve saldo de 34.929 vagas, construção criou  14.275 postos. O setor de agropecuária teve saldo de 8.328 e extatismo mineral, 84 postos. 

Já quem mais fechou vaga foi o comércio, com saldo negativo de 65,978 vagas a menos, consequência do fim dos contratos temporários para a temporada de festas de fim de ano. O setor de administração pública (-686) e serviços industriais de utilidade pública: (88) também ficaram no vermelho.

As novas modalidades de trabalho, em vigor desde novembro com a reforma trabalhista, também tiveram saldo positivo. O trabalho intermitente registrou 7.768 admissões e 4.416 desligamentos, gerando saldo positivo de 3.352 vínculos em janeiro.  Já o trabalho parcial teve saldo de 135 vagas.

2018 teve breve reação

O resultado dos empregos em 2018 foi o melhor em cinco anos, 529.554 vagas formais foram abertas. Os últimos 3 anos  tinham sido de demissões, a última alta que ultrapassou 2018 foi em 2013, quando foram abertas 1.138.562 vagas de emprego com carteira assinada.

Apenas o setor de administração pública fechou 4.190 vagas no ano passado. Somente em dezembro de 2018, porém, houve fechamento de vagas, 334.462 vagas formais. Segundo o Ministério da Economia, o saldo menor em dezembro é esperado porque há menos contratações de trabalhadores temporários no período.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)