Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Bovespa volta a subir com especulações sobre pesquisa eleitoral

Às vésperas de pesquisa eleitoral que pode confirmar ascensão de Marina Silva, bolsa subiu 2,27% e terminou no maior nível desde o dia 1º de fevereiro de 2013

Por Da Redação 25 ago 2014, 18h46

O principal índice da Bovespa ultrapassou a marca dos 59 mil pontos e fechou em alta de 2,27%, impulsionado por rumores sobre a pesquisa eleitoral Ibope prevista para ser divulgada nesta terça-feira. O pregão foi encerrado com o Ibovespa aos 59.735 pontos, maior nível desde 1ºde fevereiro de 2013. De acordo com fontes do mercado, a crescente possibilidade da candidata do PSB, Marina Silva, vencer a petista Dilma Rousseff em um eventual segundo turno motivou os negócios. Com isso, as ações da Petrobras dispararam mais de 5%, liderando os ganhos do Ibovespa.

Para Thiago Montenegro, da Quantitas Asset Management, a valorização pode ter sido influenciada pela movimentação de investidores com base em pesquisas particulares ou por boatos sobre pesquisas telefônicas feitas pelos próprios partidos, que mostram a evolução das intenções de voto em Marina.

Na primeira e única pesquisa eleitoral até o momento com Marina Silva já como candidata do PSB, feita pelo Datafolha, a ex-senadora apareceu empatada tecnicamente com Dilma em um eventual segundo turno. O levantamento foi divulgado na última segunda-feira e indicou Marina com 47% das inteções de voto, contra 43% de Dilma. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

André Perfeito, da Gradual Investimentos, pondera, no entanto, que houve uma leitura bastante “precipitada” em relação às consequências de uma possível vitória de Marina. “Acho que esta alta é reação muito forte ao descontentamento em relação à presidente Dilma, mas o mercado ainda não incorporou de forma serena o que de fato significaria um mandato de Marina”, afirmou.

No pregão desta segunda-feira, os papéis do setor imobiliário também se destacaram entre as altas, como os da Rossi Residencial, que avançaram 3,97%. Já as ações da Vale destoaram da tendência positiva do Ibovespa e terminaram em retração de menos de 1%, em mais uma sessão de queda nos preços do minério de ferro na China.

Leia mais:

Quão sustentável é Marina Silva?

Continua após a publicidade

Após Datafolha, Bovespa fecha em alta, puxada por Petrobras

Bolsa tem maior alta em um mês com expectativa sobre Marina

Mercado vê em Marina chance maior de derrubar Dilma

Ainda no radar do mercado está o primeiro debate entre os candidatados à Presidência na emissora de televisão do grupo Bandeirantes, nesta terça-feira. Além disso, os investidores estarão atentos à próxima pesquisa MDA/CNT e à entrevista de Marina ao Jornal Nacional da TV Globo, ambas marcadas para a próxima quarta-feira.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade