Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BOLSA EUA-Ações caem com preocupação com dívida global

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK, 21 de novembro (Reuters) – As bolsas de valores dos Estados Unidos caíam mais de 2 por cento nesta segunda-feira, com uma crescente preocupação com os elevados níveis de dívida tanto nos Estados Unidos quanto fora aumentando a incerteza num mercado já problemático e volátil.

Às 15h03, o índice Dow Jones, referência da Bolsa de Nova York, caía 2,49 por cento, para 11.502x pontos. O Standard & Poor’s 500 perdia 2,28 por cento, para 1.187 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq recuava 2,37 por cento, para 2.511 pontos.

Um comitê do Congresso norte-americano deve reconhecer seu fracasso em alcançar um acordo após três meses de negociações sobre impostos e gastos, numa tentativa de reduzir o déficit.

Os desdobramentos em Washington e na Europa criaram mais obstáculos e podem levar o mercado a ampliar as perdas da semana passada.

“As pessoas estão cautelosas em confiar muito no mercado”, disse o estrategista-chefe de mercado da Merlin Securities, Rick Bensignor, em Nova York.

Para piorar, a Moody’s informou que a recente alta nas taxas de juros sobre a dívida do governo francês e os prognósticos de crescimento mais fraco poderiam ser negativos para a perspectiva do rating de crédito da França.

Na Europa, o índice FTSEurofirst 300, referência do mercado acionário local, fechou em baixa de 3,1 por cento, segundo dados preliminares. Junto com as preocupações com a França, o primeiro-ministro eleito da Espanha, Mariano Rajoy, está sob pressão para detalhar suas políticas para superar uma severa crise econômica, após seu partido de centro-direita obter a maior vitória eleitoral do país em 30 anos.

Bensignor, da Merlin Securities, disse que as notícias negativas em todo o mundo tornam menos provável que o mercado veja um rali sustentado, apesar de os preços das ações estarem em níveis atrativos.

O S&P rapidamente caiu abaixo de 1.200 pontos, patamar considerado como um nível de suporte.

A onda de vendas era generalizada, com todos os dez índices setoriais do S&P marcando quedas superiores a 1 por cento.

O volume de negócios deve ser menor nesta semana, conforme os mercados ficarão fechados na quinta-feira pelo feriado do Dia de Ação de Graças. O giro menor pode adicionar ainda mais volatilidade ao mercado.