Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Bolsa de Tóquio cai 1,1% com incertezas sobre a Europa

Por Da Redação 14 set 2011, 07h30

Por Carlos Mercuri

Tóquio – A Bolsa de Tóquio encerrou na maior baixa em 29 meses, em grande parte devido ao nervosismo com a situação das dívidas da zona do euro, com exportadores como Canon e Olympus afetados por nova desvalorização do euro. O Índice Nikkei 225 cedeu 97,98 pontos, ou 1,1%, e fechou aos 8.518,57 pontos, menor marca desde 28 de abril de 2009.

As ações iniciaram em alta, liderada pelas procuras por ofertas, particularmente por papeis de fabricantes de máquinas pesadas e de navios. Sharp e Sony, que tiveram fortes baixas na sessão anterior, também se recuperaram. Sharp, segundo operadores, teve influência de notícias de que planeja aumentar as vendas para a Indonésia no ano fiscal de 2011 para 27%.

O índice, contudo, perdeu força mais tarde, entrando no território negativo com realizações de lucros. As perdas se aprofundaram à tarde, com o euro enfraquecendo após comentários do premiê chinês, Wen Jiabao, de que a economia mundial está crescendo lentamente, enquanto as incertezas e riscos estão em alta.

“O mercado está muito instável, é difícil encontrar estabilidade e direção até que haja um caminho sólido para resolver a crise na Europa”, disse Yoshihiro Okumura, gerente-geral de pesquisas da Chibagin Asset Management. Analistas disseram que estarão de olho na teleconferência entre Grécia, Alemanha e França em busca de novos sinais.As informações são da Dow Jones

Continua após a publicidade

Publicidade