Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

BMW investiga se Google infringiu direitos autorais ao criar a Alphabet

A empresa alemã tem uma subsidiária com mesmo nome que presta serviços de aluguel de veículos

A BMW investiga se o Google violou algum direito autoral com a criação da holding Alphabet, que transforma o Google em um conglomerado de várias empresas com propósitos distintos. Isso porque a alemã é dona de uma filial de mesmo nome.

“Estamos examinando se há quaisquer implicações sobre marcas registradas”, disse um porta-voz da BMW na terça-feira. A porta-voz disse que ainda não há planos por parte da BMW de tomar medidas legais contra o Google.

A Alphabet da BMW, que presta serviços a empresas com frotas de veículos, opera em 18 países e fornece 530.000 veículos para clientes corporativos.

De acordo com aagência de notícias Reuters, uma disputa legal é pouco provável, uma vez que o Google deixou claro, em comunicado, que, com a criação de uma empresa-mãe, não havia a intenção de construir produtos e marcas sob este nome.

O nome adotado pela empresa é uma marca bastante comum entre as empresas americanas. Hoje em dia, há 103 registros de marcas nos Estados Unidos que incluem a palavra “Alphabet” ou alguma variação, de acordo com uma pesquisa realizada pelo banco de dados do escritório americano de patentes e marcas registradas.

Só seria cabível entrar na Justiça contra a empresa de tecnologia se o novo nome causasse um “risco de confusão” entre os consumidores das duas marcas e prejudicasse os negócios. Isso costuma acontecer quando duas ou mais empresas oferecem bens e serviços semelhantes.

(Da redação)

Leia também:

Fiat, Ford, BMW e Ferrari convocam recall

Google cria nova holding e muda estrutura de gestão