Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Barril do Texas fecha em queda

Por Da Redação 7 jun 2012, 17h13

Nova York, 7 jun (EFE).- O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em julho fechou nesta quinta-feira em baixa de 0,23%, cotado a US$ 84,82 por barril, após o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, desconversar sobre a possibilidade de novas medidas para estimular a economia americana no curto prazo.

Ao término do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI caíram US$ 0,20 em relação ao preço de fechamento de quarta-feira.

O Texas tinha aberto o pregão em alta, motivado pela decisão do Banco Popular da China de rebaixar as taxas de juros pela primeira vez desde 2008 e que se conhecesse que as pedidos de seguro-desemprego nos EUA desceram mais do previsto na semana passada.

No entanto, essa tendência mudou após o discurso de Bernanke no Congresso americano, onde disse que o Fed está ‘preparado para tomar as ações necessárias para proteger o sistema financeiro e a economia’ dos EUA se a crise europeia piorar, mas essas palavras não foram suficientes para os investidores acreditarem em novas medidas de estímulo, pelo menos no curto prazo.

Outro fator que influenciou a cotação do WTI foi o rebaixamento do rating da Espanha pela agência de classificação de risco Fitch, que reduziu a nota do país em três degraus, para BBB, devido em boa parte aos problemas do setor bancário espanhol.

Os contratos de gasolina com vencimento em julho caíram US$ 0,01 e fecharam cotados a US$ 2,68 por galão (3,78 litros), mesma queda sofrida pelos de gasóleo para calefação, que terminaram o pregão valendo US$ 2,66 por galão.

Já os contratos de gás natural com vencimento também em julho sofreram queda de US$ 0,15 e encerraram o dia negociados a US$ 2,27 por cada mil pés cúbicos. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade