Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Bancos eliminaram 5 mil empregos em 2014, diz sindicato

Levantamento da Contraf-CUT foi realizado em parceria com o Dieese, com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Os bancos do país cortaram 5.004 postos de trabalho em 2014, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT). O levantamento foi realizado em parceria com o Dieese, com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Entre os 14 Estados que registraram queda na criação de vagas, a maior baixa foi em São Paulo, com 1.847 cortes. Rio de Janeiro aparece na segunda posição, com 984 demissões, seguido por Rio Grande do Sul (857) e Minas Gerais (587). Outros 11 estados e o Distrito Federal tiveram saldo positivo, com o Pará liderando com a criação de 290 vagas. Goiás fechou o ano sem novos postos nem cortes.

Leia mais:

Indústria paulista demite quase 130 mil em 2014

Número de trabalhadores na indústria cai 0,4% em novembro

Novas regras deixam mais de 60% dos trabalhadores demitidos sem seguro-desemprego

O saldo negativo total é resultado da diferença entre 32.952 admissões e 37.956 desligamentos. “É injustificável essa eliminação de postos de trabalho num dos setores mais lucrativos da economia, ostentando os maiores índices de rentabilidade de todo o sistema financeiro internacional”, afirmou, em nota, Carlos Cordeiro, presidente da Contraf-CUT.