Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Balança comercial chinesa pode desacelerar neste ano

Segundo Ministério do Comércio, crescimento de exportações e importações pode ser menor neste ano do que foi em 2013

Por Da Redação 16 jan 2014, 09h07

O crescimento das exportações e importações da China pode ser volátil nos três primeiros meses deste ano, mas o governo está cautelosamente otimista sobre o cenário para 2014, disse nesta quinta-feira Shen Danyang, porta-voz do Ministério do Comércio. Ele também destacou que pode ser difícil o comércio exterior do país crescer mais este ano do que no ano passado.

As exportações da China cresceram 7,9% em 2013 na comparação com o ano anterior, enquanto as importações avançaram 7,3%.

Leia mais:

China alfineta EUA e pede ao FMI mais poder para emergentes

China tem alta de 12,8% no superávit comercial em 2013

Continua após a publicidade

Investimentos – O Ministério do Comércio divulgou nesta quinta-feira o valor de investimento estrangeiro direto (IED) em 2013, que cresceu 5,3% ante 2012. Ao todo, a China atraiu o valor recorde de 117,6 bilhões de dólares em investimento estrangeiro no ano passado, reforçando a confiança na solidez do crescimento econômico da China. Enquanto isso, o país passa por mudanças decisivas em sua política econômica, como privatizações e liberalização de mercados.

Em dezembro, o saldo positivo do IED subiu 3,3% ante o ano anterior, para 12,1 bilhões de dólares, ampliando a tendência de crescimento vista desde março de 2013.

“Estamos confiantes de que veremos crescimento estável no investimento direto em 2014, conforme a confiança do investidor global se recupera e as reformas da nova liderança (chinesa) ajudam a atrair mais capital estrangeiro”, disse Shen Danyang.

(com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade