Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Autoprodutores poderão deter 20% de usinas em leilão

Por Da Redação 5 set 2011, 13h01

Por Wellington Bahnemann

São Paulo – Os grandes consumidores de energia poderão deter, no mínimo, 20% de participação acionária em hidrelétricas no leilão de energia nova que contratará a demanda do mercado cativo em 2016 (A-5), marcado pelo governo para 20 de dezembro de 2011. A medida consta na portaria nº 514 do Ministério de Minas e Energia (MME), publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU). A mudança nas regras para os autoprodutores foi antecipada na semana passada pela Agência Estado.

Até então, as grandes indústrias que desejavam entrar nas hidrelétricas para gerar energia para o consumo próprio tinham direito a 10% da oferta dos empreendimentos. Essa regra foi aplicada, por exemplo, no leilão de Belo Monte, realizado no ano passado pelo governo. Para o leilão A-5, o porcentual foi elevado pelo governo para 20%, atendendo a um pleito dos autoprodutores de energia, que são grandes empresas como mineradoras, siderúrgicas e empresas de alumínio.

A portaria publicada hoje altera a portaria nº 498/11, que define as condições do leilão A-5 de 2011. Além de estabelecer um porcentual mínimo de participação aos autoprodutores, o documento define que os projetos de expansão das hidrelétricas existentes que se habilitarem para a licitação só poderão vender suas ofertas no mercado cativo. Para as novas usinas, os empreendedores poderão comercializar, no mínimo, 90% da energia às distribuidoras.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)