Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Aumenta procura por serviço de instalação de antenas

Fim do sinal analógico nesta quarta-feira faz procura por serviços de instalação de antena e venda de conversores crescer, dizem empresas

Por Felipe Machado Atualizado em 29 mar 2017, 16h47 - Publicado em 29 mar 2017, 16h26

Instaladores de antenas não podem reclamar de falta de trabalho em São Paulo. O fim da transmissão de TV por sinal analógico nesta quarta-feira na cidade de São Paulo fez disparar a procura por serviços de instalação de antenas digitais e conversores. Apesar de o governo ter anunciado o encerramento deste tipo de transmissão em abril do ano passado, a procura aumentou mesmo nas últimas semanas, segundo empresas consultadas.

Para sintonizar os canais de TV abertos será preciso instalar uma antena digital e um conversor, caso o aparelho de TV não tenha um integrado. Donos de TV com conversor integrados precisam apenas de antena.

  • A Eurosat, localizada na Vila Nova Cachoeirinha (zona norte), não tem dado conta do número de pedidos e registra um aumento crescente na procura dos serviços desde janeiro. A empresa tem feito cerca de cinco instalações por dia em condomínios, e a infraestrutura antiga exige mais trabalho.”Às vezes, tem que trocar toda a fiação do prédio, pois os fios estão muito ressecados”, diz Aldo da Silva, assistente da empresa.

    Além da instalação, a venda de conversores digitais também está em alta. A Saída Antenas, que fica na Água Rasa (zona leste), diz que além de não ter previsão de datas para agendar atendimentos, as vendas dos equipamentos esgotaram o estoque. “Estávamos vendendo de 40 a 50 por dia no balcão. Do mês passado pra cá, a procura explodiu. Minha reserva acabou, se tivesse 1.000, venderia 1.000”, diz Luciano Laureno, gerente da empresa.

    Algumas empresas de instalação de TV reclamam do aumento da concorrência no setor. Carlos Cerca, dono da Antibes Antenas e Comunicações, localizada há 42 anos na vila Buarque (centro), diz que oferta maior do serviço nem sempre é acompanhada de qualidade.  “Não é só colocar anteninha e um fio. Tem edifício em que temos que usar duas ou três antenas, tem que virar para a torre de TV. Se a minha firma cobrar, por exemplo,  3.000 reais e uma outra cobra 600 reais, não tem como ter a mesma qualidade”, compara.

    Continua após a publicidade
    Publicidade