Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Atlantia e Bertin criarão joint-venture de rodovias no Brasil

ROMA (Reuters) – A italiana Atlantia chegou a um acordo com o grupo brasileiro Bertin para criar uma joint-venture no Brasil para unir as respectivas participações em autoestradas brasileiras em um polo de mais 1,5 mil quilômetros de concessões, anunciou o grupo da família Benetton em comunicado.

“Estima-se que as atividades inclusas no negócio somarão em 2012 receitas de aproximadamente 810 milhões de reais, com um Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) de cerca de 630 milhões de reais e um endividamento líquido no fim do exercício de 2012 de quase 1,625 bilhão de reais”, afirmou a nota.

A operação prevê que a Atlantia terá em uma nova sociedade os 100 por cento do Triângulo do Sol e que fará um aumento de capital na companhia de 236 milhões de reais. Atualmente o grupo tem 80 por cento do capital do Triângulo do Sol, titular da concessão até 2021 de 442 quilômetros em São Paulo, mas em virtude de um acordo com o sócio Leão & Leão vai adquirir os 20 por cento restantes.

A Cibe, empresa que pertence ao Grupo Bertin, entrará com as seguintes participações na sociedade: 100 por cento da Colinas (titular da concessão de 307 quilômetros em São Paulo até 2028), e 100 por cento da Nascentes das Gerais, que administra 372 quilômetros em Minas Gerais sob concessão com validade até 2032.

O acordo prevê, a favor da nova sociedade, uma opção de compra de 95 por cento da SPMAR, que administra o trecho sul e construirá o trecho leste do Rodoanel Mário Covas, sob controle do Bertin.