Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Atividade industrial chinesa cresce em dezembro

O indicador oficial aumentou de 49,0 no mês passado para 50,3 e ameniza medo de desaceleração da economia do país

Por Da Redação 1 jan 2012, 08h45

A atividade industrial da China registrou expansão em dezembro, de acordo com o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), medido pela Federação Chinesa de Logística e Compras (CFLP). O indicador oficial de atividade industrial do país aumentou para 50,3 em dezembro, ante 49,0 em novembro. Leituras acima de 50 indicam crescimento e, abaixo, contração da atividade.

Analistas consideraram que a indústria chinesa recebeu impulso do período de festas de final de ano. No entanto, mesmo assim a alta do PMI surpreendeu, pois economistas consultados pela Dow Jones esperavam estabilidade em 49,0. Com o resultado, a expansão da atividade industrial chinesa deve amenizar as preocupações de investidores e analistas a respeito da desaceleração da economia do país, já que no mês passado, o índice tinha caído abaixo de 50 pela primeira vez desde fevereiro de 2009.

“A elevação do PMI em dezembro mostra que o crescimento da economia da China não verá grande desaceleração no futuro”, disse Zhang Liqun, analista da CFLP, por meio de um comunicado. “Devido às estimativas de menor crescimento das exportações e dos investimentos há uma preocupação generalizada, no mercado doméstico e no exterior, com a expansão da economia da China em 2012. A taxa de crescimento do país diminuiu, mas há muitos aspectos para sustentar uma expansão relativamente forte.”

Em contrapartida, Zhiwei Zhang, economista da Nomura, disse que a recuperação do PMI industrial surpreendeu, mas não é sinal de que a economia chinesa voltou a crescer em ritmo forte. “Acredito que a desaceleração continuará no primeiro trimestre”, afirmou.

Prévia indicava contração – Na última sexta-feira, o HSBC informou sua leitura final do PMI industrial da China em dezembro. De acordo com a prévia, o indicador subiu para 48,7 em comparação com 47,7 em novembro. Apesar do ligeiro aumento, o índice calculado pela instituição mostrou contração da atividade no país pelo sexto mês consecutivo. Analistas disseram que o indicador do HSBC tem tido leitura mais fraca que o PMI oficial por levar em conta em sua composição a atividade de empresas menores, que têm tido dificuldade de acesso a crédito bancário no país.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade