Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Atacado puxa desaceleração do IGP-M na 1a prévia do mês

Por Da Redação 9 dez 2011, 08h13

SÃO PAULO (Reuters) – A inflação medida pelo Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) teve forte desaceleração na primeira prévia de dezembro, puxada por menores custos no atacado.

O IGP-M teve variação positiva de 0,04 por cento na primeira prévia de dezembro, ante alta de 0,37 por cento em igual período de novembro, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,16 por cento, contra avanço de 0,50 por cento na primeira prévia de novembro.

Dentro do IPA, o destaque de baixa ficou por conta de Matérias-Primas Brutas, que recuou 1,11 por cento, mais do que compensando a alta de 0,77 por cento no mês anterior. A queda foi puxada pelo componente Minério de Ferro, que cedeu 4,09 por cento, sendo o item que mais contribuiu para a desaceleração do

IGP-M.

Já os demais componentes do IGP-M registraram aceleração nas taxas. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) avançou 0,33 por cento, ante 0,09 por cento. Segundo a FGV, cinco das sete classes de despesas do IPC tiveram alta nos preços, com destaque para o grupo Alimentação (de -0,27 por cento para 0,20 por cento), puxado sobretudo pelos itens Carne Bovina (de 0,52 por cento para 3,66 por cento) e Frutas (de -0,99 por cento para 3,33 por cento).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 0,71 por cento, ante 0,16 por cento. O índice de Materiais, Equipamentos e Serviços avançou 0,23 por cento, enquanto o de Mão de Obra subiu 1,19 por cento.

(Reportagem de José de Castro; Edição de X)

Continua após a publicidade

Publicidade