Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Arrecadação e saques do FGTS batem recorde em 2010

Explosão do crédito habitacional fez com que saques atingissem R$ 49 bi

Por Da Redação 10 fev 2011, 11h00

A arrecadação líquida do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) bateu recorde em 2010, como havia previsto o ministro do Trabalho Carlos Lupi, no final do ano passado. O valor (arrecadação menos saques) chegou a 11,9 bilhões de reais – 72,5% a mais do que o recorde anterior, registrado em 2009, de 6,9 bilhões de reais.

A arrecadação bruta (que exclui os saques) também foi a maior da história, somando 61,79 bilhões de reais, contra 54,7 bilhões de reais em 2009. A explicação para o dado se dá pelo aquecimento do mercado de trabalho e a criação de 2,5 milhões de empregos em 2010 – um outro recorde amplamente alardeado pelo Ministério do Trabalho há algumas semanas.

O valor dos saques também foi recorde em 2010: 49,8 bilhões de reais contra 47,8 bilhões de reais registrados em 2009. A principal razão atribuída à alta é a adesão da população aos programas habitacionais. Em 2010, cerca de 28,3 bilhões de reais foram utilizados para financiar a compra de imóveis – sendo que o Programa Minha Casa, Minha Vida recebeu 3,86 bilhões de reais do fundo.

Publicidade