Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Arrecadação é a pior para maio desde 2011

Segundo dados da Receita Federal, governo coletou R$ 87,897 bilhões no mês passado, queda de 17,37% ante abril

A arrecadação de impostos e contribuições federais despencou 17,37% entre abril e maio, somando 87,897 bilhões no mês passado, segundo dados divulgados nesta sexta-feira pela Receita Federal. Este foi o pior resultado para meses de maio desde 2011, quando ele foi de 85,087 bilhões de reais. Houve uma queda real (com correção da inflação pelo IPCA) de 5,95% ante maio do ano passado. Um dos fatores que explicam a queda é que, em maio do ano passado, houve uma arrecadação extraordinária de 4 bilhões de reais referentes ao pagamento de PIS/Cofins e IRPJ/CSLL.

O resultado ficou dentro do intervalo estimado por analistas, mas abaixo da mediana das projeções. De acordo com o levantamento, as expectativas de 16 instituições indicavam que a arrecadação federal ficaria entre 86,853 bilhões e 96,400 bilhões de reais no quinto mês do ano, ou seja, 90,200 bilhões em média.

Leia mais:

Hoje é o seu último dia de trabalho para o governo

Governo zera imposto de importação de 1 milhão de toneladas de trigo

Receita abre consulta ao 1º lote do Imposto de Renda

A arrecadação das chamadas receitas administradas pela Receita Federal somou 85,926 bilhões de reais, enquanto as demais receitas (taxas e contribuições recolhidas por outros órgãos) foram de 1,971 bilhão de reais.

No acumulado dos primeiros cinco meses de 2014, o pagamento de tributos somou 487,207 bilhões de reais, com alta real de apenas 0,31% em relação ao mesmo período de 2013.

Leia também:

Imposto de Renda: comissão aprova reajuste de 4,5% na tabela

Governo estuda reduzir IPI de carro flex que consome menos etanol

(com Estadão Conteúdo)