Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Arábia Saudita comprará derivados de ovos, castanhas e frutas do Brasil

Agência sanitária do país autorizou a importação de produtos brasileiros; segundo o ministério da Agricultura, medida tem potencial de R$ 8,2 bi

Em visita à Arábia Saudita, a ministra da Agricultura, Pecuária e AbastecimentoTereza Cristina, anunciou nesta terça-feira, 17, que a autoridade sanitária do país autorizou a importação de castanhas, derivados de ovos e frutas do Brasil. De acordo com a pasta, os produtos têm um potencial de mercado superior a 2 bilhões de dólares (cerca de 8,2 bilhões de reais).

O acordo foi fechado pela comitiva brasileira em seu último dia de visita ao país. Segundo o ministério, o presidente da autoridade sanitária saudita, Hisham Al Jadhey, teria dito que o país importa 80% dos alimentos que consome de mais de 150 países.

Atualmente, carne de frango, açúcar de cana, carne bovina e soja são as principais exportações do Brasil à Arábia Saudita. Segundo o Ministério da Agricultura, em 2018 as exportações de produtos agropecuários ao país renderam 1,696 bilhão de dólares (6,5 bilhões de reais). Foram mais de 2,959 milhões de toneladas. A carne de frango representou 47,4% do valor vendido em 2018 para a Arábia Saudita, com 804 milhões de dólares (cerca de 3,3 bilhões de reais) e 486 mil toneladas.

Agora, caberá às empresas brasileiras se candidatarem para a exportação desses produtos, disse a ministra, em vídeo publicado no site do ministério. Ela não detalhou, no entanto, como será feito o processo ou se existem contrapartidas da parte do Brasil.