Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Alta do dólar alça prejuízo da Fibria a R$ 1,1 bilhão no trimestre

Empresa exportadora de celulose tem quase toda a sua dívida em dólar e seu balanço foi afetado pela valorização da moeda

Por Da Redação 26 out 2011, 08h03

A Fibria, maior fabricante mundial de celulose de eucalipto, teve prejuízo líquido de 1,1 bilhão de reais no terceiro trimestre, contra lucro de 303 milhões de reais um ano antes. O prejuízo contábil foi decorrente, sobretudo, do resultado financeiro negativo. Quase a totalidade da dívida da Fibria é denominada em moeda estrangeira e o dólar teve valorização de cerca de 20% sobre o real ao longo do terceiro trimestre. O resultado negativo veio em linha com a previsão de analistas – que já esperavam os efeitos do câmbio sobre a dívida da empresa.

A Fibria contabilizou uma despesa financeira líquida de 2 bilhões de reais, contra resultado positivo financeiro de 248 milhões de reais um ano antes.

A receita líquida de julho a setembro foi de 1,4 bilhão de reais, queda de 8% na comparação anual. O volume de vendas de celulose foi de 1,2 milhão de toneladas, acréscimo de 7% frente ao terceiro trimestre de 2010.

O Ebitda – sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação – foi de 476 milhões de reais, abaixo dos 717 milhões de reais de m ano antes. O Ebitda reportado é ajustado em itens não recorrentes sem impacto caixa, segundo a companhia. A empresa terminou setembro com dívida líquida de 9,5 bilhões de reais, alta de 20% sobre o final de junho, embora 6 por cento inferior ao terceiro trimestre do ano passado.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade