Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alemão indicado por Bento XVI é o novo presidente do Banco do Vaticano

Nome é a última nomeação feita pelo papa antes de sua saída do pontificado, que deve ocorrer em 28 de fevereiro

O Vaticano anunciou nesta sexta-feira a designação do alemão Ernst von Freyber como novo presidente do Banco do Vaticano, o Instituto de Obras de Religião (IOR). “O Papa manifestou seu pleno consentimento à designação de von Freyber proposta pela comissão de cardeais que monitora as atividades do IOR ao fim de uma “profunda avaliação” dos candidatos”, afirmou o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi.

O novo presidente da instituição é membro da Ordem de Malta – uma ordem religiosa de elite composta por membros da nobreza europeia. Ele sucede Ettore Gotti Tedeschi, que foi demitido em maio de 2012 por suspeita de lavagem de dinheiro.

Leia também:

Polícia revista casa de ex-presidente do Banco do Vaticano

Formado em Direito pelas universidades de Berlim em Munique, von Freyber é a última nomeação do Papa Bento XVI antes de sua renúncia, que ocorrerá em 28 de fevereiro deste mês. O alemão terá de administrar uma organização em situação financeira delicada.

A Santa Sé terminou 2011 com um déficit de 14,9 milhões de euros, como apontou o balanço divulgado em julho do ano passado – o último disponível. O peso maior veio de custos com pessoal – o número de funcionários era de 2.832 em 31 de dezembro de 2011 – e gastos com comunicação, mas a situação financeira internacional também contribuiu para o resultado negativo.

As contas do Vaticano já vinham apresentando déficit: foram três anos seguidos de contabilidade no vermelho, até que em 2010 houve superávit de 9,9 milhões de euros, movimento que foi revertido pelo resultado de 2011.

(Com Agência France-Presse)