Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Adobe deixa Flash Player de lado e concentra esforços no HTML5

Nova York, 9 nov (EFE).- A empresa de softwares Adobe Systems, criadora de programas como o Photoshop, anunciou nesta quarta-feira que deixará de desenvolver seu popular Flash Player para navegadores móveis e concentrar seus esforços na linguagem de programação HTML5.

O anúncio foi feito pelo diretor-geral de desenvolvimento interativo da Adobe, Danny Winokur, em um post no blog da empresa – uma decisão que foi interpretada pelos analistas como uma pequena derrota na batalha contra a Apple.

‘Nos últimos dois anos desenvolvemos Flash Player para levar aos dispositivos móveis toda a expressividade da web. No entanto, agora o HTML5 está universalmente estendido nesses dispositivos e em alguns casos há monopólio’, afirmou Winokur.

O diretor da Adobe reconheceu que a linguagem HTML5 é agora ‘a melhor solução’ para criar e desenvolver conteúdos no navegador através de plataformas móveis e que a empresa reservará o Flash Player para computadores e aplicativos móveis.

‘Estamos entusiasmados com isto e continuaremos trabalhando com atores da comunidade HTML, inclusive Google, Apple, Microsoft e RIM para continuar inovando o HTML5 e melhorar seus navegadores móveis’, acrescentou Winokur.

Com estas mudanças, a empresa espera aumentar seus investimentos na linguagem HTML5 e seguir inovando com Flash onde possa ter um maior impacto na indústria, inclusive no mercado de videogames.

A Apple, com Steve Jobs no comando, havia declarado guerra ao Flash Player e chegou inclusive a impedir sua utilização em seus populares iPhone e iPad, por considerar que afetava a estabilidade e o rendimento dos dispositivos.

As ações da Adobe caíram hoje 7,69% no mercado Nasdaq, onde acumulam um retrocesso de 8,77% desde o início do ano, enquanto os títulos da Apple perderam 2,70%, mas se revalorizaram 22,54% desde janeiro. EFE