Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ações na Ásia caem por Bernanke; dados da China em foco

Por Da Redação 1 mar 2012, 08h24

TÓQUIO, 1 Mar (Reuters) – As bolsas de valores da Ásia caíram nesta quinta-feira, após o chairman do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, Ben Bernanke, colocar um freio no recente rali ao diminuir o otimismo sobre melhora da recuperação da economia norte-americana, mas sem sinalizar qualquer outro afrouxamento monetário para estimular o crescimento.

Dados oficiais da China e da indústria do setor privado também lembraram os investidores do frágil estado da economia global, embora sugerindo que Pequim possa evitar uma forte desaceleração.

“A recente alta das bolsas foi na maior parte por causa da ampla liquidez, portanto quando somem as expectativas para mais afrouxamento, esse elemento é amenizado e pesa nas ações”, disse o estrategista-chefe de câmbio da Barclays Capital, Masafumi Yamamoto.

“Ao mesmo tempo, fundamentos podem não ser tão ruins a ponto de garantir mais estímulos de afrouxamento monetário.”

O índice que reúne as ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 1,05 por cento às 7h58 (horário de Brasília), após subir 1,4 por cento na quarta-feira, quando atingiu o maior nível em sete meses.

Continua após a publicidade

Dados da China nesta quinta-feira mantiveram as esperanças vivas de que a segunda maior economia do mundo pode evitar uma forte desaceleração, mas também revelaram um grande vento contrário no país com as exportações enfraquecendo.

O índice de gerentes de compra da China subiu para 51,0 em fevereiro ante 50,5 em janeiro, na medida em que o setor manufatureiro cresceu mais que o esperado, com pedidos de exportações subindo pela primeira vez em quatro meses.

O PMI preliminar do HSBC, uma pesquisa do setor privado que é o primeiro indicador da atividade industrial da China, atingiu o maior nível em quatro meses ao subir para 49,7 em fevereiro, mas novos pedidos de exportação tiveram a maior queda em oito meses diante de um enfraquecimento da demanda global.

O índice Nikkei da bolsa do Japão anulou os ganhos iniciais para fechar em queda de 0,16 por cento, se afastando do maior nível atingido na quarta-feira.

A bolsa de Seul encerrou em alta de 1,33 por cento. Em Hong Kong, o mercado recuou 1,35 por cento, e a bolsa de Taiwan cedeu 0,04 por cento. O índice referencial de Xangai perdeu 0,10 por cento e Cingapura retrocedeu 0,51 por cento. A bolsa de Sydney fechou em baixa de 1 por cento.

(Reportagem de Chikako Mogi; reportagem adicional de Kevin Yao e Aileen Wang em Pequim)

Continua após a publicidade
Publicidade