Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A vida pacata do bilionário Jorge Paulo Lemann na Suíça

No intervalo entre um grande negócio e outro, empresário leva vida simples em casa nos arredores de Zurique

Por Da Redação 4 Maio 2013, 11h10

Quando não está fechando a compra de nenhuma grande empresa americana, como tem se tornado habitual, o empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann leva uma vida sem ostentação em um vilarejo próximo de Zurique, num dos cantões suíços cujo idioma é o alemão. A casa do empresário, localizada às margens do lago Zurique, ocupa uma vasta área arborizada e isolada da rua por um muro – destoando da paisagem local, onde as residências não possuem qualquer tipo de proteção.

Lemann, que é filho de suíço, mudou-se com a esposa Susanna para os arredores de Zurique depois que o carro que levava seus três filhos mais novos – o empresário é pai de seis – foi alvejado de tiros em 1999, em São Paulo. A tentativa de seqüestro das crianças Marc, Lara e Kim foi impedida pela blindagem do Passat que os levava e pelo treinamento em direção defensiva feito pelo motorista da família.

Leia ainda: Buffett e Lemann compram fabricante de alimentos Heinz

Após compra da Heinz, 3G divulga alta de 94% no lucro do Burger King

Hoje, o empresário vive com a esposa e o caçula Kim na casa próxima ao lago. Os mais velhos, Marc e Lara, estudam na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos. Junto com a esposa, que nasceu na Suíça, o empresário se locomove de bicicleta nos vilarejos da região, pratica esportes aquáticos no lago e, durante o inverno, frequenta o chalé da família próximo à elegante estação de esqui de St Moritz. O lago Zurique é conhecido como ‘costa dourada’ (Goldküste, em alemão), onde vivem celebridades como Tina Turner e endinheirados europeus.

Além de acompanhar, do conforto de sua casa, o desempenho de suas empresas pelo mundo, o bilionário intensifica as atividades de sua Fundação Lemann, criada para promover projetos de educação que beneficiem estudantes brasileiros, fortalecendo parcerias com universidades como a de St Gallen, cidade também próxima de Zurique. Em 2010, Lemann foi um dos palestrantes do St Gallen Symposium, evento econômico organizado pelos estudantes da universidade, conhecido por ser uma espécie de `Fórum Econômico Mundial de Davos` direcionado para jovens.

Os sócios de Lemann – e bilionários – Marcel Telles e Beto Sicupira também possuem imóveis na região. Nos balanços das empresas das quais são controladores, consta a informação de que seus endereços comerciais ficam na cidade suíça de St Gallen – e não no Brasil.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)