Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

A posição do presidente da Petrobras sobre a privatização da empresa

“Se fosse privatizada, acho que a Petrobras triplicaria de valor, prestando o mesmo serviço para o país”, afirma ele a VEJA

Por Victor Irajá Atualizado em 4 abr 2022, 17h53 - Publicado em 4 abr 2022, 14h08

O presidente demitido da Petrobras, o general Joaquim Silva e Luna, é claro ao ser indagado sobre como vê a possibilidade de privatização da empresa. Militar do Exército, o mandatário vê com bons olhos a concessão da estatal de petróleo à iniciativa privada — talvez por experiência própria. Vivendo na pele as tentativas de ingerência do presidente Jair Bolsonaro na estatal, o general afirmou, em entrevista a VEJA, que entende a privatização como um mecanismo de diminuir — ou extirpar — as influências políticas dentro da estatal.

“Quando se privatiza uma empresa, se acaba com a possibilidade de ingerência política — um dos principais temores dos investidores”, afirma. “Sou favorável. Se fosse privatizada, acho que a Petrobras triplicaria de valor, prestando o mesmo serviço para o país, sem ter que se explicar. Como ninguém critica a conta do telefone, não se falaria dos combustíveis”, compara com a privatização dos serviços telefônicos, patrocinados pelo governo Fernando Henrique Cardoso nos anos 1990.

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, já se expressaram publicamente favoráveis à privatização da companhia. Como mostra reportagem de VEJA, porém, o ministro está careca de saber que não vai ter privatização da Petrobras agora, mas quer plantar a semente para a próxima gestão. De quebra, criar discurso para o presidente dizer que está pensando em soluções definitivas para o problema do aumento dos combustíveis. Isso posto, é muito mais fácil, para Bolsonaro, continuar com as garras sobre a empresa.


Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.