Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Real Estate

Por Renata Firpo Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Grandes negócios e tendências do mercado imobiliário. Renata Firpo é publicitária, consultora imobiliária e advogada pós-graduada em Direito imobiliário
Continua após publicidade

O setor do mercado imobiliário que é o preferido dos investidores

Área registrou recentemente o recorde de valores envolvidos na venda de um prédio

Por Renata Firpo
Atualizado em 8 Maio 2024, 16h30 - Publicado em 30 jan 2024, 09h00

Nos últimos dias, um negócio recorde do mercado imobiliário chamou muita atenção no país. Tratou-se da venda de um prédio da Avenida Faria Lima, em São Paulo, para o banco Itaú, por aproximadamente 1,5 bilhão de reais.  A instituição financeira planeja transferir sua sede para esse endereço. Foi a maior transação do tipo na história do país e representou também um bom exemplo de como o mercado de imóveis comerciais atravessa um bom momento.

Esse segmento é fortemente orientado pelos movimentos econômicos do país, pois costuma ter os ativos mais atrativos para investimento e renda recorrente. Muitos investidores têm a locação de salas e lojas comerciais como parte de sua renda mensal e estão sempre de olho em novas possibilidades para ampliar seus portfólios. Não por acaso, algumas incorporadoras costumam sempre desenvolver, junto com seus empreendimentos residenciais, prédios comerciais estritamente planejados para locação. Exemplos disso são a Idea Zarvos e a Luciano Whertein. Com essa estratégia, alimentam o caixa da empresa e tem a segurança de poder desenvolver novos projetos, além de passar por crises do mercado com muito mais calma, como foi a época da pandemia da COVID-19 que mudou bastante a realidade do mercado, quando muitas empresas fecharam suas portas e passaram a atuar de forma remota, com seus funcionários em homeoffice.

FORTE VALORIZAÇÃO

Quem é proprietário de algum espaço comercial tem motivos para comemorar, pois o ano de 2023 fechou de forma muito positiva. No período, o aluguel nos prédios comerciais alcançou uma alta histórica. De acordo com o Indice FipeZap Comercial, a valorização acumulada dos preços de locação bateu 5.87%, o maior resultado anual desde o início do indicador em 2013. Entre as cidades analisadas pelo Indice FipeZap, Salvador liderou a alta dos preços do aluguel com registro de 13,03% no acumulado, seguido das cidades de Niterói com 9,46% e Campinas com 8,96%. O mercado imobiliário comercial deve manter um ritmo de crescimento moderado e continuará sendo uma ótima aposta para a carteira dos investidores em 2024.

Continua após a publicidade

A escolha por um endereço comercial segue uma cartilha diferente daqueles que buscam seu destino residencial. Enquanto as pessoas costumam escolher apartamentos e casas em locais mais tranquilos e reservados, a busca para ter seu local de trabalho é justamente o oposto. Ele precisa estar próximo a todas as facilidades de transporte, de comércio e de serviço para facilitar tanto a vida de quem vai estar presente no dia a dia da empresa, quanto para melhor atender os clientes. Outra característica que chama muita atenção de quem busca alugar um espaço comercial é que o prédio tenha atrativos tecnológicos e sustentáveis, como elevadores inteligentes e uso de energia verde.

Um ponto em comum com o mercado residencial é o peso de uma boa localização. Destinos financeiros consolidados como a Avenida Faria Lima, novo endereço do Itaú, são o sonho dos cartões de visita das empresas, pois acabam imprimindo status para a marca. Não à toa, os valores nesses lugares acabam se descolando muito da média em geral. Em breve, portanto, é possível que o recorde de 1,5 bilhão de reais seja superado.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.