Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Paulo Guedes quer ampliar número de ministérios de Bolsonaro

Pasta, chamada de 'Ministério do Patrimônio da União', seria responsável por fazer gestão de estatais

Por Laísa Dall'Agnol Atualizado em 1 dez 2021, 12h11 - Publicado em 1 dez 2021, 12h00

Em evento nesta quarta-feira, o ministro da Economia Paulo Guedes propôs a criação de um novo ministério para gerir estatais no governo Bolsonaro.

A pasta, chamada de ‘Ministério do Patrimônio da União’, já teria inclusive sido discutida com Bolsonaro.

“Já falei com o presidente e estou propondo. Para o novo governo, tem que existir o Ministério do Patrimônio da União. Ele tem aí 2 trilhões, 3 trilhões, fora os 2 trilhões de recebíveis. O Estado tem 4 trilhões, 1 trilhão em imóveis, 1 trilhão em estatais, 2 trilhões em recebíveis. Uma fortuna incalculável e o povo pobre, miserável”, disse Guedes.

O ministro voltou a defender, ainda, as privatizações em curso da Eletrobras e dos Correios e citou a necessidade da Petrobras recuperar o “valor de mercado”.

“As estatais cumpriram sua missão, mas viraram foco de corrupção. Vamos transformar o Estado, gerir melhor o que está conosco, adquirindo valor de mercado, e desinvestir”, afirmou.

Continua após a publicidade

Publicidade