Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Ministério dos Transportes quer barrar regras que podem encarecer o frete

Secretaria de Comércio Exterior estuda medidas restritivas para a importação de "kits" com rodas e pneus

Por Ramiro Brites Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 12h06 - Publicado em 23 abr 2024, 09h30

O Ministério dos Transportes enviou um ofício à secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Tatiana Prazeres, para tentar adiar a discussão sobre medidas antidumping, que podem encarecer o preço dos fretes e da fabricação de reboques, semirreboques e carrocerias de caminhão.

Desde 2009, os pneus de carga, aros 20″, 22″ e 22,5″, têm um regramento específico para exportação, afim de proteger o mercado interno. No entanto, as taxas não incidem sobre a importação dos “kits” das rodas, junto com os pneus. Diante da situação, a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) abriu, em dezembro, uma investigação para saber se o produto também teria as mesmas regras dos pneus.

Importadores argumentam que não se trata da mesma coisa. Um comprador, que precise do pneu e não da roda, teria que arrumar um novo comprador no Brasil para a operação ser vantajosa. A compra dos “kits”, portanto, é feita, na maioria das vezes, por empresas de fabricação de implementos rodoviários — reboques, semirreboques e carrocerias de caminhão. O Gecex antecipou a agenda e deve se reunir às 10h30 desta terça.

A avaliação de escopo que pode determinar a restrição da importação da roda junto com o pneu estaria pautada para o dia 23 de abril, no Comitê-Executivo de Gestão (Gecex), mas o Ministério dos Transportes se manifestou de forma contrária.

Continua após a publicidade

“Diante da complexidade e da importância do tema em questão, reforço a necessidade de retirarmos o mesmo da pauta da reunião agendada para o dia 23 de abril de 2024. Sugiro que estabeleçamos um cronograma específico para conduzir análises detalhadas e debates abrangentes com os diversos atores do mercado de transportes”, diz carta assinada por George André Palermo Santoro, secretário executivo do Ministério dos Transportes.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.