Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Legalização dos jogos de azar anima setor de corridas de cavalo no Brasil

Jockeys Clubs no Brasil sofrem concorrência de sites de apostas estrangeiros; corridas poderão ser combinadas com outras apostas

Por Lucas Vettorazzo Atualizado em 28 fev 2022, 10h05 - Publicado em 28 fev 2022, 18h30

As corridas de cavalo ainda são um dos poucos jogos permitidos no Brasil. Os jokeys clubs estão animados com a possibilidade da outros tipos de jogos de azar no país, incluindo cassinos, bingos e o bicho. O projeto de lei foi aprovado pela Câmara na semana passada e ainda precisa passar pelo Senado.

A maior parte das sociedades de turfe no país vive deficitária e os jockeys clubs atravessam período de decadência. A aprovação da lei permitiria aos clubes combinarem o espaço das corridas com outros tipos de apostas, como bingos eletrônicos, loterias e as chamadas corridas instantâneas (instant racing), nas quais o jogador aposta em corridas gravadas, selecionadas aleatoriamente pelo computador.

A ampliação das modalidades de apostas é uma antiga reivindicação dos jockeys que reclamam que o turfe sofre a concorrência de outros tipos de jogos, como os sites internacionais de futebol. O deputado Jerônimo Goergen (PP-RS) é um dos que advoga pela ampliação das apostas no país.

“Todos os anos milhares de brasileiros viajam para destinos onde o jogo é legalizado. O nosso vizinho Uruguai, por exemplo, permite as apostas em belíssimos cassinos. Estamos exportando turismo há décadas. Chegou a hora de encarar esse debate com maturidade e responsabilidade”, disse.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)