Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Avaaz alerta para riscos à economia e reputação do país com marco temporal

Em nota técnica, plataforma de campanhas diz que investida contra terras indígenas prejudica investimentos no agro e na energia

Por Nicholas Shores Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 Maio 2023, 19h56 - Publicado em 31 Maio 2023, 14h30

A adoção definitiva do marco temporal, aprovado pela Câmara na terça-feira, para a demarcação de terras indígenas traria impactos negativos à economia e à reputação internacional do Brasil, defende a Avaaz em nota técnica.

O projeto define como paradigma para demarcações as áreas ocupadas pelos povos originários a promulgação da Constituição em 5 de outubro de 1988 – críticos do texto apontam que ele desconsidera a expulsão de indígenas das terras em que viviam tradicionalmente antes dessa data.

Na nota técnica, a Avaaz argumenta que as terras indígenas têm as maiores taxas de preservação de florestas. O marco temporal, segundo a plataforma, aumentaria o desmatamento e, assim, prejudicaria investimentos no agronegócio e no setor de energia no Brasil.

“Os ecossistemas terrestres e marinhos do Brasil fornecem benefícios estimados em pelo menos 5 trilhões de dólares anuais. Já os valores por hectare das florestas brasileiras para alguns serviços ecossistêmicos podem chegar a 737 dólares por ano. No entanto, o desmatamento e a violação de direitos dos povos indígenas se destacam como principais ameaças a esta oportunidade econômica”, escreve a Avaaz.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.