Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês
Radar Econômico Por Victor Irajá Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich

O silêncio de Bolsonaro na cerimônia de privatização da Eletrobras

Presidente não fez discurso em evento que oficializou venda da empresa

Por Josette Goulart Atualizado em 14 jun 2022, 14h46 - Publicado em 14 jun 2022, 13h59

O presidente Jair Bolsonaro entrou mudo e saiu calado na cerimônia que oficializou a venda da Eletrobras na B3 nesta terça-feira, 14. Bolsonaro não discursou e subiu ao palco calado para apertar o sino da B3. Os discursos ficaram por conta do presidente do BNDES e da Eletrobras e dos ministros da energia e da economia, que se rasgaram em elogios ao presidente por ter apoiado o processo de venda da empresa. A imprensa foi proibida de registrar o momento pessoalmente. A cerimônia foi um contraste com a operação de capitalização da Petrobras, em 2010, quando o ex-presidente Lula discursou sobre a oferta de ações da estatal do petróleo para financiar o pré-sal e aproveitou o momento para se gabar de que durante seu governo a bolsa tinha saído de 14 mil pontos para mais de 70 mil pontos. No vídeo que está disponível no YouTube, curioso mesmo é notar a presença do Paulo Roberto da Costa, o estopim das investigações da Lava-Jato, ao lado de Graça Foster durante o evento. O presidente da Petrobras na época era José Sergio Gabrielli.

Já nesta terça-feira, enquanto o evento acontecia na B3, as ações da Eletrobras subiam pela primeira vez desde o dia em que foi estabelecido o preço para a venda da empresa, na semana passada. Mesmo assim, a ação ainda negocia abaixo dos 42 reais, que foi o preço de venda da privatização.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)