Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Estrategista alerta que mundo está entrando em “recessão de guerra” 

David Roche alerta que investidores estão subestimando a duração da guerra na Ucrânia

Por Josette Goulart 11 abr 2022, 12h39

O estrategista veterano de investimentos, David Roche, faz um alerta de que a economia global está entrando em uma recessão de guerra e os mercados estão subestimando a duração do conflito. Em inglês, Roche usa a expressão “war-cession”. A recessão de guerra é diferente de uma recessão normal. Na normal, segundo Roche,  a produção e a demanda caem e a inflação cai. Numa recessão de guerra, a produção cai ao mesmo tempo que os custos e a inflação aumentam. Além disso, ele diz que a cada nova notícia das atrocidades cometidas por Vladmir Putin na Ucrânia, mais fica distante qualquer possibilidade de paz sem que o Ocidente busque uma mudança de regime na Rússia. Chegará o ponto em que os investidores não serão mais capazes de separar a política dos mercados, segundo ele.

“Este é um enorme choque do lado da oferta que continuará em alimentos, energia, metais e posso continuar. Isso continuará enquanto, ao mesmo tempo, estamos lidando com a inflação em todo o mundo, estamos lidando com taxas de juros crescentes – acho que o rendimento do Tesouro de 30 anos será de pelo menos 3,5% em um ano – e nós estamos analisando, é claro, interrupções no fornecimento na China devido ao que está acontecendo com a Covid, sobre o qual as pessoas não estão falando, mas que obviamente são outro lado do fornecimento do sistema global ”, disse ele ao site CNBC. A China está enfrentando uma série de novos lockdowns por conta do crescente número de casos no país. 

Roche é conhecido por ao longo de sua carreira ter visto antes de todo mundo eventos importantes e que mudaram o mundo, como o fim do bloco soviético, a queda do muro de Berlim, a crise asiática, a crise financeira de 2008.

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)