Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Victor Irajá
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Brasil deve recuperar grau de investimento em 2026, diz Alex Agostini

VEJA Mercado: Economista-chefe da Austin Rating afirmou que selo de bom pagador depende de melhora no equilíbrio fiscal e crescimento econômico.

Por Camila Barros
Atualizado em 8 fev 2024, 10h36 - Publicado em 7 fev 2024, 10h30

O Banco Central divulgou nesta quarta-feira, 7, que a dívida pública brasileira atingiu 74,3% do PIB em 2023 – em valores nominais, o montante é de 8,1 trilhões de reais. Trata-se de uma alta de 2,7 pontos percentuais em relação ao ano anterior. A alta anual já era esperada, mas o número veio levemente acima de suas projeções, de 73,1%.

Atualmente, a Austin Rating classifica o crédito soberano do Brasil como BB+, com perspectiva positiva – um nível abaixo do grau de investimento, que começa em BBB-. Segundo Alex Agostini, economista-chefe da empresa entrevistado pela repórter Camila Barros, a elevação do rating brasileiro depende da melhora do quadro fiscal e da permanência do crescimento econômico. Atualmente, o governo não tem oferecido uma sinalização clara de que conseguirá trazer um equilíbrio perene para as contas públicas. Para isso, seria necessárias medidas pelo lado das despesas – com corte de gastos. “A gente consegue vislumbrar uma melhora de nota no início de 2026”, disse o economista-chefe da Austin Rating.

Ouça o VEJA Mercado também pelo Spotify

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.