Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Bolsa vai reagir à discussão de Bolsa Família fora do teto?

VEJA Mercado: governo estuda alternativas para turbinar Bolsa Família

Por Josette Goulart Atualizado em 19 out 2021, 13h08 - Publicado em 19 out 2021, 09h27

VEJA Mercado | Abertura | 19 de outubro.

O mercado abre  de olho nas discussões sobre o novo Bolsa Família. O governo estuda uma forma de fazer um programa turbinado para o próximo ano, mas, sem Orçamento, poderá apelar para gastos fora do teto. Uma das alternativas é tentar estender o auxílio emergencial já que esses recursos poderiam ficar fora do teto de gastos. A jornalista Miriam Leitão do Globo divulgou que o novo Bolsa Família será de 400 reais para 17 milhões de famílias, sendo que parte desse valor será pago com recursos do atual Bolsa Família e parte será justamente um auxílio temporário, fora do teto. A expectativa é de que o governo anuncie ainda hoje este no auxílio. No Planalto, o que se fala, é que não dá para ficar sem um auxílio social turbinado em ano de eleição. Ontem mesmo, o próprio presidente Jair Bolsonaro falou da possibilidade de prorrogar o auxílio emergencial. Em entrevista a Amarelas On Air, da Veja, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, disse que não se pode pensar somente em responsabilidade fiscal e teto de gastos quando as pessoas estão vivendo abaixo da linha da pobreza. O mercado sempre se estressa quando o assunto é teto de gastos. E hoje não está sendo diferente. Por volta do meio do dia a bolsa caía mais de 2% e o dólar subia atingindo 5,55 reais. 

*Atualizado com o movimento do mercado.

Publicidade