Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Econômico

Por Pedro Gil (interino)
Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes e Felipe Erlich
Continua após publicidade

Acionistas mostram aumento de rejeição a propostas de assembleias gerais

Chancela de remunerações para executivos caiu 4 p.p. em 2023

Por Felipe Erlich Atualizado em 3 jun 2024, 16h57 - Publicado em 11 abr 2024, 13h26

Os acionistas de companhias abertas listadas na B3 aumentaram sua exigência em relação a propostas apresentadas em assembleias gerais ordinárias (AGOs) em 2023, como as que tocam em remuneração de executivos e composição de conselhos administrativos. A taxa média de aprovação das propostas de remuneração caiu 4,2 pontos percentuais frente ao ano anterior, indo de 95,3% para 91,1%, segundo um estudo da consultoria global em estratégia e governança empresarial Morrow Sodali. O dado leva em conta as empresas que compõe o Índice Brasil 50 (IBrX 50), da B3. Segundo Agnes Blanco Querido, diretora-geral da companhia no Brasil, o ano de 2023 trouxe certa estabilidade ao mundo dos negócios quando comparado ao período entre 2020 e 2022, direcionando a atenção de acionistas para temas como remuneração e conselhos. “Os investidores não estão dispostos a tolerar políticas de remuneração com poucas informações ou sem transparência. As companhias que quiserem apoio de seus investidores às propostas que vão apresentar nas AGOs de 2024 precisarão ter feito a lição de casa”, diz. No ano passado, a participação média dos acionistas nas assembleias foi de 75,1%, ante 73,6% em 2022. Ainda assim, o quórum médio continua abaixo do registrado em 2019, de 80,1%.

Siga o Radar Econômico no Twitter

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.