Clique e assine a partir de 9,90/mês
Sensacionalista Por Redação Isento de verdade

Bolsonaro quer dar cheques de R$ 300 para povo esquecer os de R$ 89 mil

É a rachadinha nacionalizada

Por Sensacionalista - Atualizado em 3 set 2020, 13h48 - Publicado em 4 set 2020, 06h00

O presidente está obcecado por uma cifra. Seus olhos brilharam com o aumento de popularidade que o auxílio emergencial lhe deu e agora quer transformar o Bolsa Família no Renda Brasil, passando o benefício de 190 para 300 reais. Mas, antes, ele quer dar mais quatro parcelas do auxílio no valor de — sim, você adivinhou — 300 reais.

É a rachadinha nacionalizada. Todo mundo ganha o seu e ninguém se lembra dos cheques do Queiroz que deram 89 000 na conta de Michelle. Segundo infectologistas, isso pode diminuir a imunidade do sofrido trabalhador brasileiro, que pode acabar se reinfectando com o bolsonarismo em 2022.

Para pagar o Renda Brasil, Paulo Guedes vai lançar o “Arrendo o Brasil”. O projeto se resume a colocar uma placa gigante com a frase “Família Vende Tudo” sobre o país.

Publicado em VEJA de 9 de setembro de 2020, edição nº 2703

Continua após a publicidade
Publicidade