Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Senador apresentará voto em separado da reforma trabalhista

Lasier Martins pedirá a retirada do tópico que permite a grávidas atuarem em ambientes insalubres, entre outras mudanças

Por Gabriel Mascarenhas 27 jun 2017, 14h04

O governo pode se preparar para enfrentar novos problemas na batalha pela aprovação do relatório de Ricardo Ferraço sobre a reforma trabalhista, marcado para ser votado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado na quarta-feira.

Lasier Martins, do PSD do Rio Grande do Sul, apresentará um voto em separado, ou seja, um relatório alternativo, a exemplo do que já fez Eduardo Braga.

O senador gaúcho questionará a permissão para grávidas desenvolverem atividades em ambientes insalubres e pedirá a retirada do tópico que determina que os acordos coletivos de determinadas categorias se sobreponham à legislação trabalhista. Também vai sugerir mudanças nas regras das jornadas intermitentes.

Publicidade