Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Pesquisa revela as brechas na segurança de dados das empresas brasileiras

Perda de confiança dos clientes é o maior receio entre gestores de TI

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 18 mar 2021, 08h52 - Publicado em 18 mar 2021, 12h32

Uma pesquisa global ajuda a entender algumas das razões que têm levado o Brasil a sofrer inúmeros casos de vazamento de dados recentemente. O estudo revela que 16% das empresas não têm backup dos dados, percentual superior à média global, de 14%. Quase todas (99%) as empresas sofrem interrupções inesperadas nos servidores e mais da metade (51%) experimentou interrupções em mais de um quarto de seus servidores nos últimos 12 meses.

Além disso, mais de quatro em cinco (82%) têm uma “lacuna de proteção” entre a frequência de backup dos dados e a quantidade de dados que eles podem perder após uma interrupção. Isso é superior à média global (76%).

Já 54% das organizações brasileiras disseram que a perda de confiança do cliente foi o impacto mais preocupante do tempo de inatividade do aplicativo. Quase metade (46%) teme danos à integridade da marca e 40% acham que isso pode resultar em perda de confiança do colaborador, consumidor e acionista.

O estudo sobre proteção de dados foi elaborado pela americana Veeam, multinacional de gerenciamento de dados em nuvem e backup. Cerca de 3.000 decisores de TI em 28 países foram consultados, sendo 179 do Brasil.

Continua após a publicidade

Publicidade