Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O impacto da ‘debandada’ nos remanescentes liberais da Economia

Equipe que reza cartilha de Guedes está incerta sobre futuro na Esplanada

Por Mariana Muniz - Atualizado em 12 ago 2020, 07h55 - Publicado em 12 ago 2020, 08h20

Efeito imediato da “debandada” no do Ministério da Economia nesta terça-feira, um clima de incerteza circula entre os integrantes da equipe de Paulo Guedes que rezam a cartilha liberal do ministro.

“Agora os liberais que sobraram no ministério estão se perguntando se vão ficar”, disse um interlocutor ao Radar.

Segundo fontes ligadas ao ministério, o baque foi ocasionado sobretudo pelo pedido de demissão de Paulo Uebel, que montou uma equipe jovem e vinda do mercado financeiro. Sua saída teve efeito simbólico.

Publicidade