Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘MP da Eletrobras é pura enrolação’, diz Maia sobre ato de Bolsonaro

Bolsonaro caminhou com ministros do Planalto ao Congresso para criar um fato em torno da improvável privatização da Eletrobras

Por Robson Bonin Atualizado em 23 fev 2021, 21h47 - Publicado em 23 fev 2021, 21h43

Agora convertido em oposição declarada ao governo de Jair Bolsonaro, o deputado Rodrigo Maia classificou de “pura enrolação” a caminhada do presidente com seus ministros nesta terça, do Planalto até o Congresso, para entregar uma medida provisória que abre caminho para a privatização da Eletrobras.

“MP da Eletrobras é pura enrolação”, disse Maia.

Bolsonaro e os ministros da Economia, Paulo Guedes, de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, entregaram pessoalmente ao Congresso, o texto da MP.

O movimento teatral teve o objetivo de mostrar que o governo, apesar de ter feito o que fez na Petrobras, não retroagiu de sua agenda liberal.

O problema é que até dentro do próprio governo Bolsonaro há ministros importantes que consideram a privatização da estatal do setor elétrico algo altamente improvável, principalmente entre parlamentares do Norte e Nordeste, regiões onde a presença da estatal é vital, diante da precária infraestrutura.

Entregar a empresa ao setor privado significaria colocar em risco uma série de regiões economicamente pouco atrativas do país, que só são atendidas de modo regular pela companhia por ser esta uma estatal.

Continua após a publicidade
Publicidade