Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Maioria dos credores dá aval a nova recuperação judicial da Cultura

Nova proposta prevê um desconto de até 90% da dívida; justificativa é o impacto da pandemia nos negócios da rede de livrarias

Por Mariana Muniz Atualizado em 14 set 2020, 21h40 - Publicado em 14 set 2020, 21h10

Em assembleia realizada nesta segunda-feira, parte dos credores aprovaram uma nova versão do plano de recuperação judicial da Livraria Cultura — que prevê um desconto de até 90% da dívida que estava estipulada no plano anterior. Porem, a Classe de Credores que dizem respeito aos ME e EPPs desaprovou o aditivo.

O novo plano ainda precisa ser homologado pela Justiça, mas interlocutores experientes em recuperação judicial acreditam que a votação expressiva permitirá ao juiz responsável aprovar o aditamento ainda que não estejam preenchidos todos os requisitos presentes na lei de recuperação judicial — o chamado cram down. A expectativa é reforçada pelo advogado Lucas Carlos Vieira, que atua pelos credores da Cultura.

Como o Radar havia antecipado, os ajustes apresentados tiveram como justificativa os impactos provocados pela pandemia do coronavírus nos negócios.

Publicidade