Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lei proíbe corte de serviços essenciais em feriados e finais de semana

Iniciativa do senador Weverton (PDT-MA) teve parecer favorável do deputado Eduardo Bismarck (PDT-CE).

Por Manoel Schlindwein - Atualizado em 16 jun 2020, 16h59 - Publicado em 16 jun 2020, 18h32

A partir de hoje, os consumidores deverão ser previamente notificados da data de desligamento de serviços públicos essenciais, como água e luz. A nova lei, sancionada nesta terça-feira, também define que o corte só poderá ocorrer em horário comercial.

Com a alteração, os cortes não poderão ser realizados nas sextas-feiras, finais de semana, feriados e dias que antecederem os feriados. Além disso, a nova norma determina que a taxa de religação não será cobrada se não houver uma notificação prévia, além de culminar em multa à concessionária.

A lei 14.015/2020 é de autoria do senador Weverton (PDT-MA) e foi aprovada na Câmara com parecer favorável do deputado federal Eduardo Bismarck (PDT-CE). Para o parlamentar cearense, a medida visa proteger o cidadão de interrupções sem aviso e em dias que não podem recorrer ao ligamento imediato. “Quando uns desses serviços era cortado em pleno final de semana, o consumidor tinha que esperar o próximo dia útil para regularizar a situação”, explica o parlamentar.

Publicidade