Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Extinção de 61 mil cargos não tem impacto orçamentário

Maior parte dos cargos extintos já não eram ocupados

Por Pedro Carvalho 11 jan 2018, 13h50

O decreto de Michel Temer extinguindo 61 mil cargos públicos obsoletos, como datilógrafo, digitador e telefonista, não terá um impacto direto na economia, mas evitará despesas futuras com a reutilização desses empregos. Ou seja, não terá um impacto no orçamento da União.

A maior parte desses tais cargos (37 mil) já estavam vagos.

 

Publicidade