Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

CVM multa bilionária paulistana por informação privilegiada

Vendeu ações já sabendo de novo projeto da Klabin

Por Ernesto Neves Atualizado em 26 jun 2017, 18h19 - Publicado em 26 jun 2017, 17h31

Dona de uma fortuna estimada em R$ 2,1 bilhões, Graziela Lafer Galvão firmou um acordo com a Comissão de Valores Mobiliários por lucrar com informação privilegiada no mercado de ações. 

Graziela negociou R$ 5,1 milhões em ações da Klabin em novembro de 2013. A negociação aconteceu antes da empresa anunciar o Projeto Puma. Foi o maior plano de investimentos desenvolvido pelo conglomerado até então, com investimento da ordem dos R$ 5,8 bilhões.

O problema é que, como membro suplente do conselho da companhia, Graziela já sabia que o plano provocaria a valorização das ações.

Publicidade