Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Caiado estuda levar fornecedora de energia do ES para Goiás

Governador goiano quer tirar concessão da Enel e repassar à distribuidora EDP

Por Robson Bonin 14 jan 2020, 18h22

Em guerra com a concessionária de energia de Goiás, a italiana Enel, o governador Ronaldo Caiado decidiu estimular a entrada de outra empresa do setor no estado, distribuidora EDP, que atua no Espírito Santo.

Caiado inclusive já conversou nesta terça com o governador capixaba, Renato Casagrande, para colher informações sobre a qualidade dos serviços prestados no estado e só ouviu elogios.

Recentemente, a pedido da Enel, Caiado participou de uma audiência com diretores globais da empresa para ouvir as novas propostas para Goiás. Diante de novas promessas, o governador disse que pretende buscar apoio de Jair Bolsonaro para trilhar outra saída, no caso, a transação de ativos entre a Enel e distribuidora capixaba.

“A reunião concluiu-se nesse clima em que eles insistem em dizer que vão investir e nós já não acreditamos mais nessa história que vem se repetindo desde 2019”, diz Caiado.

A transação de ativos é a solução mais benéfica para Goiás e também para a Enel, considerando que tramita na Assembleia Legislativa (Alego) um projeto de lei que prevê a transferência da concessão da Enel a outro operador.

Continua após a publicidade
Publicidade