Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Conteúdo para assinantes

Bolsonaro recebe associações de cerveja para discutir IPI

Fábricas artesanais querem que o presidente assine decreto para reduzir a zero a alíquota do imposto

Por Robson Bonin - 18 jun 2019, 08h13

As associações brasileiras da Indústria da Cerveja (CervBrasil) e da Cerveja Artesanal (Abracerva), que representam os produtores nacionais da bebida, terão reunião com Jair Bolsonaro nesta terça para pedir que ele reduza a zero a alíquota de IPI para o setor.

As duas associações se opõem às grandes multinacionais, que querem que o IPI volte a subir ao patamar de 20%, como era antes de o ex-presidente Michel Temer reduzir a alíquota a 4%.

O motivo para zerar a alíquota, explicam os representantes, é acabar com o paradoxo em que quanto maior o IPI, menos imposto as multinacionais pagam, conseguindo preços mais competitivos do que os produtores nacionais.

Publicidade