Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças

Vitreo bate R$ 8 bi sob gestão e aposta no ‘cashback’ para crescer

Casa de investimentos espera mais que dobrar de tamanho em 2021

Por Machado da Costa Atualizado em 18 jan 2021, 12h22 - Publicado em 18 jan 2021, 12h05

A gestora Vitreo, que no ano passado virou uma corretora após se associar ao grupo que administra a Empiricus (a união ainda está sendo avaliada pelo Banco Central), alcançou a marca de 8 bilhões de reais sob custódia. Agora, para crescer mais rápido, e roubar clientes de gigantes, como a XP Investimentos, a Vitreo está apostando tudo no cashback — sistema de recompensas que retorna parte do dinheiro gasto em compras para estimular novas aquisições. De acordo com os sócios da casa de investimento, a expectativa é fechar o ano com 20 bilhões de reais sob gestão.

A estratégia para bater essa meta envolve o lançamento de novos produtos e funcionalidades, como ocorreu no ano passado, quando 36 fundos e 4 carteiras administradas foram adicionados ao portfólio da Vitreo Gestão e a DTVM passou a oferecer fundos de terceiros e a negociação de ações direta via Home Broker com taxa zero. Somente nos últimos dois meses, a Vitreo recebeu mais de 1,3 mil pedidos de portabilidade de cotas de fundos, de olho nas vantagens que a casa oferece, como o cashback. Segundo o CEO da Vitreo, Patrick O’Grady, o investidor está cada vez mais atento a melhores alternativas para alocar seu dinheiro. “91% desses novos clientes vieram dos quatro maiores players do mercado. Pra nós, significa que essa mensagem está chegando ao investidor e que esse novo jeito de investir vai ser o principal meio do brasileiro cuidar dos seus recursos.”

+ Siga o Radar Econômico no Twitter

Publicidade