Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Ser Educacional conclui compra e volta a procurar oportunidades no mercado

Com compra da Unifasb, localizada na Bahia, Ser Educacional conclui movimento que amplia em 76% disponibilidade de vagas de medicina pelo grupo

Por Felipe Mendes 5 abr 2021, 22h53

O Grupo Ser Educacional acaba de concluir a aquisição da Unifasb (Centro Universitário São Francisco de Barreiras), anunciada em primeira-mão por esta coluna em dezembro último. Em 2020, três das quatro aquisições do conglomerado de ensino sediado no Recife (PE) tiveram foco em vagas do curso de medicina. Com o movimento, o grupo cresceu o número de vagas na especialidade em 76%, saindo de 268 para 473 ocupações anuais autorizadas pelo Ministério da Educação — número que salta de 321 para 567 vagas ao levar em consideração as oportunidades disponibilizadas por programas de financiamento e de bolsas como Prouni e Fies. Mas a empresa líder nas regiões Norte e Nordeste quer ampliar ainda mais seu portfólio e promete voltar ao mercado nos próximos meses.

“Temos um cronograma de aquisições que estamos tentando concretizar. Os meses de abril e maio são uma temporada bem tradicional de novas empresas vindo ao mercado. Estamos de olho, seja em algumas faculdades de medicina para compor o nosso portfólio, seja no mercado de ensino a distancia”, diz Rodrigo Alves, diretor de relações com investidores do grupo. “As edtechs são o nosso principal foco agora”, complementa.

Dos 504 milhões de reais investidos em aquisições pelo grupo Ser Educacional em 2020, 480 milhões de reais foram em ativos que ofertam vagas de medicina. “O curso de medicina traz uma visibilidade maior para a faculdade. Além da reputação regional, ele tem esse poder de ajudar a expandir o portfólio de cursos nas outras áreas de saúde, de ensino a distância”, explica o executivo. “Fora isso, medicina é um curso muito regulado. Não é fácil conseguir credenciamento. Isso ajuda a valorizar os ativos.”

Publicidade