Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Resposta chinesa a Guedes: 95% dos insumos para a vacina vêm da China

Embaixador chinês ainda lembra que 84% das vacinas aplicadas no Brasil são Coronavac

Por Josette Goulart 27 abr 2021, 21h34

O embaixador da China no Brasil, Yang Wangming, quis lembrar publicamente aos brasileiros que, até o momento, a China é o principal fornecedor das vacinas e  insumos ao Brasil. Os insumos “respondem por 95% do total recebido pelo Brasil e são suficientes para cobrir 60% dos grupos prioritários na fase emergencial. A Coronavac representa 84% das vacinas aplicadas no Brasil”, escreveu o embaixador em suas redes sociais.

O tuíte foi publicado na noite desta terça-feira, 27, poucos minutos depois que o ministro Paulo Guedes, em coletiva de imprensa, tentou explicar que usou uma imagem infeliz ao ter dito, em reunião no Conselho de Saúde Suplementar, que o chinês criou o vírus e ainda assim fez uma vacina menos eficaz. Mas ao tentar consertar o que havia dito pela manhã, o ministro fez questão de reforçar mais uma vez que mesmo com um vírus desconhecido, os americanos conseguiram fazer vacina mais eficaz que da própria região de onde surgiu o vírus. Aí nem adiantou Guedes dizer que tomou já as duas doses da Coronavac. Guedes não podia ter sido mais infeliz em suas colocações, a começar pelo fato de que a vacina da Pfizer usa tecnologia da BioNTech, empresa alemã fundada por cientistas de origem turca.

Continua após a publicidade
Publicidade