Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Príncipe Harry arruma emprego em startup do Vale do Silício

Empresa que contratou o príncipe atua no ramo de coaching e tem entre seus sócios um fundo soberano árabe

Por Josette Goulart Atualizado em 23 mar 2021, 14h16 - Publicado em 23 mar 2021, 13h44

Um ano depois de renunciar à família real britânica e de se mudar para os Estados Unidos com sua esposa Meghan Markle, o Príncipe Harry arrumou um emprego, segundo noticiou o jornal The Wall Street Journal. Henry Charles Albert David será diretor de impacto de uma startup do Vale do Silício especializada em coaching. A BetterUp  não é qualquer startup. No início de março, em uma nova rodada de investimentos, a empresa foi avaliada em 1,7 bilhão de dólares, algo como 9,3 bilhões de reais. Entre os novos sócios, estão nomes do calibre de Salesforce Ventures e Mubadala Capital Ventures, o braço de investimentos em startups do fundo soberano dos Emirados Árabes e que é muito conhecido no Brasil por suas investidas em empresas em dificuldades como as do grupo X, de Eike Batista.

Dados compilados pela Crunchbase mostram que a BetterUp já recebeu um total de aportes de 270 milhões de dólares desde que começou sua jornada, há oito anos.  Em uma declaração enviada ao The Wall Street Journal, o príncipe disse que em seu novo emprego pretende ajudar a criar impacto na vida das pessoas e que o “coaching proativo oferece possibilidades infinitas para o desenvolvimento pessoal, maior consciência e uma vida melhor em todas as direções.”

Publicidade