Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Econômico Por Josette Goulart Análises e bastidores exclusivos sobre o mundo dos negócios e das finanças. Com Diego Gimenes.

Mudanças no texto da PEC animam mercado e bolsa fecha em alta

VEJA Mercado: Ibovespa ganhou tração após relator da PEC dos precatórios sugerir sete mudanças no texto original da proposta

Por Diego Gimenes 23 nov 2021, 18h26

VEJA Mercado | Fechamento | 23 de novembro.

Subiu e manteve. Acostumado a começar abrir bem a sessão e perder força ao longo do dia, o Ibovespa quase repetiu a dose nesta terça-feira, mas o novo texto da PEC dos precatórios chegou no meio da tarde e sustentou a alta do índice no pregão. As sete mudanças propostas pelo senador Fernando Bezerra (MDB-PE) foram bem vistas pelo mercado porque pouco alteram a proposta original aprovada pela Câmara. O Ibovespa fechou em alta de 1,50%, a 103.653 pontos. “A bolsa já estava caminhando para o negativo quando as mudanças foram anunciadas. É fato que a pauta fiscal tem desagradado bastante, mas quanto menos mudanças, como vimos, ou seja, quanto mais rápido isso passar, melhor é para o mercado”, diz Gustavo Bertotti, chefe de renda variável da Messem Investimentos.

No lado das altas, destaque para as commodities. Tanto minério de ferro quanto petróleo subiram no mercado internacional, o que favoreceu as empresas daqui, que possuem grande peso no índice. Em Dalian, o minério avançou 7,8%, a 91,9 dólares a tonelada pela perspectiva de retomada da produção das siderúrgicas na China. Já o petróleo brent subiu 3,5%, a 82,5 dólares o barril, ainda em expectativa pela liberação ou não das reservas internacionais de petróleo de países como Estados Unidos e Japão. Petrobras e Vale fecharam em altas de 5,4% e 2,7%, respectivamente. Enquanto as grandonas subiram, as empresas de tecnologia e de menor liquidez foram deixadas de lado pelos investidores. Méliuz e Totvs recuaram 5,4% e 5,2%, respectivamente. O dólar chegou a bater 5,66 reais ao longo do dia, mas perdeu força e fechou a 5,608 reais, ainda assim uma alta de 0,26%.

Publicidade